Crônicas

14 de junho de 2020

De coração em coração

Meu avô paterno, Cosme Ferreira Marques, que não conheci, era poeta. Migrante de Bananeiras, ainda menino. Em Santa Cruz, no Rio Grande do Norte, com sua Maria, fez família. Tiveram uma dúzia de filhos. Naqueles difíceis anos, o radialista, poeta... Ler mais

07 de junho de 2020

Olhos que falam (A crônica de domingo)

Esses meus 36 anos de vida já foram suficientes para uma conclusão que carregarei para o resto dela: os filhos dão sentido à essa “aventura humana na terra”. Na descendência, o único tesouro nessa breve passagem por aqui. O... Ler mais

30 de maio de 2020

Meus pêsames, senhor Argumento!

Esse senhor aí já foi um dia indispensável. Hoje, está assim como vês; em estágio de agonia profunda. Argumento é o seu nome. Tão velho quanto os conceitos gregos, foi abandonado e ninguém mais quer saber dele. Ultrapassado, entrou... Ler mais

29 de maio de 2020

A mensagem de vida na morte de Dimesntein

Gilberto Dimenstein, um dos mais respeitados jornalistas brasileiros, já não respira. O oxigênio de sua produtiva vida, porém, continua no ar. Ele convivia com um câncer de pâncreas e morreu hoje pela manhã, aos 63 anos, em casa, dormindo.... Ler mais

28 de maio de 2020

Prefiro ver os carros passando

A gente ficava na calçada da igreja católica, na BR-230, assistindo aquele vai e vem. Eu curioso pela quantidade dos automóveis que cortavam a monotonia daquelas manhãs de cidade pequena em que pouco ou nada se tem para fazer.... Ler mais

24 de maio de 2020

Crônica de domingo: meu golpe do baú

Dei um golpe do baú, sim. Um baú do tesouro que não se compra. De repente, fiquei rico. De riso, de sorriso. De graça. Foi um golpe do destino. E quem fugirá do destino? Por mais sinuoso que seja... Ler mais

19 de abril de 2020

Dias brancos (crônica de domingo)

Do nada, um movimento leva o olhar a um flerte com o reflexo do espelho transparente do guarda-roupa. No fundo da retina, a nova imagem aparece quase em câmera lenta. As feições ganharam inéditos contornos. A marca de expressão... Ler mais

10 de abril de 2020

O repórter insaciável

Jornalista é uma profissão fulltime. Levada a sério, não tem hora e nem dia. Magno Martins consegue extrapolar essa característica ao extremo. A obsessão do confrade pernambucano pela notícia me trouxe a certeza de que falta razão à minha... Ler mais

29 de março de 2020

Meu pé de seriguela

A chegada de sempre ao quintal de casa foi diferente. Lá embaixo, a imagem rasgou o comum de supresa e desalento. Havia acabado de chegar, no pingo do meio dia, depois da escola e da viagem de todo santo... Ler mais

23 de março de 2020

Crônica de segunda

A “crônica de domingo” ficou para hoje. Tentei o fim de semana inteiro escrever alguma coisa aqui. Não deu. Não faltou inspiração. Sobrou preguiça. Não aquela preguiça de cansaço físico. Talvez uma fadiga mental mesmo. Conformei-me pensando comigo mesmo... Ler mais

error: Conteúdo Protegido !!