Veneziano aposta na eloquência do silêncio – Heron Cid
Opinião

Veneziano aposta na eloquência do silêncio

26 de novembro de 2021 às 14h49
Entre poucas palavras e gestos, Veneziano comunica hiato com João Azevêdo

Herdeiro da fluência do tribuno Vital do Rêgo, o senador Veneziano Vital (MDB) faz neste momento do silêncio o seu maior aliado.

E essa conclusão não é leitura. Foi o próprio parlamentar quem disse de viva voz hoje em entrevista ao Correio Debate, da Rádio Correio 98 FM.

No epicentro da crise de relacionamento com o governador João Azevêdo, sem contato com este há sete meses e sentindo o avanço da aliança do rival Romero Rodrigues com a Granja Santana, Veneziano tem sido deliberadamente econômico em entrevistas.

Fez estratégica exceção hoje para deixar duas mensagens no ar: o descompasso político com o Palácio da Redenção e a candidatura ao governo como uma opção em aberto.

A rigor, nada novo.

Reforçou o que a Paraíba já sabe e o que o governo – por dentro – assimilou sem Veneziano precisar gastar uma só palavra.

Gestos – de parte à parte – também falam com igual eloquência.

Comentários