Bastidores

Campina Grande: Tovar e Bruno, caminhos opostos

16 de novembro de 2019 às 13h05

Tal qual Esaú e Jacó, para usar dois personagens bíblicos, o deputado Tovar Correia Lima (PSDB) e o ex Bruno Cunha Lima (sem partido) seguem caminhos diferentes em Campina Grande, apesar da mesma “placenta” política.

Na volta de um período de férias, Bruno – o mais votado para deputado federal da cidade – anunciou a saída programada para o fim deste ano do cargo de chefe de Gabinete da Prefeitura.

Uma decisão pessoal e individual para ficar mais à cavalheira e tocar sua pré-candidatura à prefeito.

Noutra mão, Tovar fez o inverso. Acaba de se licenciar para reassumir um cargo na Prefeitura, onde será mais uma vez secretário. Dessa, de Planejamento.

Bruno dá sinais de que pretende ser candidato com ou sem apoio do prefeito Romero Rodrigues. Antes de apoio, quer se fazer viável. Crê numa coisa puxando outra.

O movimento de Bruno é de autonomia.

O gesto de Tovar é de dependência do aval do prefeito e do grupo, de quem quer o nome preferencial.

Antagônicos até na estratégia. Qual delas será a “abençoada”?

Comentários