Bastidores

Tião Gomes sugere que Veneziano entregue cargos: “Que os traíras saiam do governo”

9 de outubro de 2021 às 12h20
Tião Gomes, deputado do Avante: tudo ou nada

Quem conhece sabe. O deputado Tião Gomes (Avante) não tem freios na língua e no dicionário nunca leu o verbo arrodeio.

Ao Blog, Tião despejou ‘areia’ no já volumoso caminhão da crise entre o senador Veneziano Vital (MDB) e o governador João Azevedo (Cidadania).

Nas palavras dele, Gomes defende que Veneziano consuma a operação que começou com o lançamento da candidatura ao Governo, a negativa de participar de eventos do governador em plena programação de aniversário de Campina Grande, o abandono de Ana Cláudia de um evento liderado por João e o imediato e público repúdio do senador pela ausência da esposa em uma das cadeiras da mesa do evento.

“Só falta uma coisa. Eles entregarem os cargos. Que os traíras saiam do governo e que o governador comece a chamar outros aliados a para colocar os pingos nos is e saber quem é quem. Por ser humilde e paciente, João deixa muita coisa correr e não cobra muito. Mas está na hora de filtrar quem é governo e quem só quer os bônus”, advogou.

Tião não economizou críticas a Veneziano e fez uma comparação: “João é um técnico e cidadão sem maldade. Já Veneziano é um profissional. E está querendo aplicar em João e no governo. A Paraíba conhece cada um”.

Veneziano tem que explicar a Campina Grande – acrescenta Tião – “por que preferiu estar em Imperatriz (MA) e não na sua terra natal e principal base política num evento em que o seu aliado e governador entregava ações e obras ao seu povo”.

“Veneziano quer ser candidato ao governo sem perder as benesses do Palácio. Assim é bom demais”, ironizou Tião.

Mais gasolina no incêndio.

Comentários