Opinião

João Azevêdo já sabe o que e quem não quer em 2022

28 de julho de 2021 às 12h27

Diz a sabedoria que quem não sabe o que quer, costuma perder até o que tem. A filosofia serve à política, também.

O caminho para as alianças de 2022 ainda está em formação e é difícil prever, desde já, com que A ou B estará.

O governador João Azevêdo já sabe pelo menos com quem não quer dividir palanque quando a eleição estadual chegar.

E deixou isso explícito durante entrevista em Cajazeiras, na manhã desta quarta-feira.

No seu campo de aliança não cabe Ricardo Coutinho, que tentou sabotar, via PSB, sua gestão desde os primeiros meses de vida.

Azevêdo também já delimitou espaço na chapa. Não admitirá nela nenhum componente que seja defensor ou aliado do presidente Jair Bolsonaro.

Ricardistas e bolsonaristas, por coincidência semelhantes na linha mais radicalizada, estão fora dos planos.

João mostra o que quer revelando o que não quer. Ou quem.

Comentários