Número

R$ 600 milhões a menos de movimentação no São João de Campina

12 de maio de 2021 às 19h56
Rosália Lucas, secretária de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande

Em dois anos de suspensão do Maior São João do Mundo, Campina Grande já acumula uma perda na economia acima de meio bilhão de reais, aproximadamente R$ 600 milhões (R$ 296 milhões em cada ano) em baixa no faturamento e arrecadação de impostos, segundo os cálculos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município.

Os dados foram informados pela secretária Rosália Lucas, em entrevista ao Programa Hora H, da Rede Mais Rádio (Rádio POP FM 89,3, em João Pessoa, e 101,1 FM, em Campina Grande, com 20 emissoras regionais em conexão).

“O que a gente vem fazendo é o trabalho da promoção desse destino. Tivemos uma força a mais com Juliette, que é de Campina Grande, e vem falando muito nas redes sociais. Campina foi a única cidade que realizou o São João numa live oficial ano passado e fará de novo esse ano, e por isso continuamos na parceria para promover e fortalecer o destino junino”, explicou Rosália.

Com a lentidão da vacinação, é consenso que os eventos de grande porte, como o São João de Campina, só voltam ao formato presencial em 2022. Se a imunização entrar no compasso certo até a fogueira do próximo junho.

Até lá, é a economia quem queima.

Comentários

error: Conteúdo Protegido !!