Bastidores

Da água para o vinho, de Pazuello para Queiroga

30 de março de 2021 às 12h41
Marcelo Queiroga e Eduardo Pazuello durante transição na Saúde: a mágica da fermentação em poucos dias

Há pouco mais de uma semana no cargo, o novo ministro Marcelo Queiroga imprimiu sua marca na Saúde.

Não precisou grande esforço para mostrar diferenças em relação ao seu antecessor.

Bastou ser o que é, médico. Bastou assumir o cargo para o qual foi nomeado, ministro.

Eduardo Pazuello nem era da saúde e nem se achava ministro. Contentava-se com a função de ajudante de ordens.

Passado o rito diplomático de quem entra para não melindrar com quem sai, Queiroga – ele próprio – elencou as mudanças de postura em pouco tempo.

A defesa aberta do uso da máscara, o diálogo com a comunidade científica e a interação com as autoridades estaduais.

Água e vinho.

O Ministério mudou do Pazuello para o Queiroga.

Comentários

error: Conteúdo Protegido !!