Bastidores

Manoel Júnior, de volta ao começo

11 de janeiro de 2021 às 12h30

Desde quando renunciou ao mandato de deputado federal, Manoel Junior pagou caro preço ao escolher ser vice-prefeito de João Pessoa.

A relação política com o então prefeito Luciano Cartaxo não prosperou como esperado. O esperado era Cartaxo ser candidato ao governo. Não foi.

Depois, projetava algum apoio para ser deputado federal. Não teve como queria e rompeu. Depois se reagrupou. Entre dia e noite, uma derrota no meio.

Foram quatro anos de estremecimentos e penitência. Do alto prestígio em Brasília para singelos espaços em João Pessoa. Uma mudança da água para o vinho.

A forma que Manoel Junior encontrou para se reabilitar foi refazer o caminho.

Com todos os riscos, foi para o tudo ou nada na eleição municipal de sua terra natal, Pedras de Fogo, onde lá é simplesmente Doutor Júnior.

Uma eleição que jamais poderia perder. Se perdesse, entraria em colapso, mas venceu o estreante Lucas Romão, sobrinho do prefeito Dedé Romão, com 1.365 votos de maioria.

A chama política foi reascendida. Manoel Júnior está de volta para começar tudo de novo. Agora, com um duro aprendizado na bagagem e a experiência de – na estrada do recomeço – saber onde não pode mais errar.

Comentários

error: Conteúdo Protegido !!