Crônicas

Órfãos da covid: o caso dos filhos que perderam mãe em 2020 e pai em 2021

3 de janeiro de 2021 às 11h46
Ricélio e Santa formavam um casal até que a covid-19 os separou

No dia 26 de novembro do ano passado, Francisca Santa Oliveira era enterrada em Vieirópolis, região de Sousa, alto sertão paraibano.

Pouco mais de um mês depois, hoje, manhã deste domingo, Antônio Ricélio, viúvo de Santa, foi sepultado na mesma Vieirópolis.

Santa, ex-prefeita, e Ricélio, médico, eram conhecidos e respeitados no município de Sousa. Formavam por décadas um casal até que a covid-19 os separou.

Ambos eram pessoas da chamada vida pública.

Abatidos pelas complicações da doença, deixaram para trás três filhos; um médico, um advogado e uma odontóloga.

Os filhos que sentiram a dor de enterrar a mãe em 2020 e de começar 2021 sepultando o pai.

São os (muitos) órfãos do coronavírus.

Comentários

error: Conteúdo Protegido !!