Opinião

A saúde de Zé Maranhão e a suprapartidária solidariedade

4 de dezembro de 2020 às 11h52
José Maranhão, senador do MDB

José Maranhão (MDB), senador da Paraíba, está internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, para onde foi transferido após agravamento do seu estado no Hospital da Unimed, em João Pessoa.

A saúde de Maranhão, até então inabalável, preocupa.

Contaminado pelo novo coronavírus, ele – no auge dos seus 87 anos de vida, integra o grupo de risco da doença que desafia a medicina pela sua imprevisibilidade e ação diferenciada em cada paciente.

Tão logo as notícias sobre a piora se espalharam as mensagens de torcida positiva também se disseminaram nos meios políticos.

Depois de superadas divergências nascidas no final da década de 90, Maranhão é hoje um político sem arestas e de convivência harmoniosa com praticamente todas as forças e lideranças.

Até mesmo o cisma com o grupo Cunha Lima, nascido na fatídica convenção de 1998 e agudizado em 2009, com cassação do então governador Cássio Cunha Lima (PSDB), foi superado por ambos.

Maranhão é dono de umas mais longevas biografias públicas e de um portfólio de governos marcados por avanços estruturantes. A torcida por sua pronta recuperação une hoje uma Paraíba historicamente dividida.

Comentários

error: Conteúdo Protegido !!