Opinião

Cícero acertou como candidato e não pode errar como prefeito

30 de novembro de 2020 às 12h24
Depois de seis anos fora da política, candidato do PP dá volta por cima e ganha eleição com 53,16% dos votos válidos

Dizer que Cícero Lucena teve feeling ao enxergar no PP, de Aguinaldo e Daniella Ribeiro, o caminho seguro e a base alicerçada para assegurar uma candidatura competitiva, é constatação simplista.

Afirmar que ele foi competente na articulação de uma grande frente política, fermentada a partir da aliança com o governador João Azevêdo, é engenharia de obra pronta.

Frisar que o nome do PP foi um candidato tecnicamente irrepreensível porque não cometeu erros, durante o transcurso da campanha, é chover no molhado.

Destacar a comunicação antenada, feita sob medida, para posicionar Lucena, um nome experiente, como um político com cabeça arejada e até disposição física diferenciada, é cair na armadilha do clichê.

Foi tudo isso ao mesmo tempo a volta por cima de Cícero Lucena, vitorioso desse domingo, depois de um hiato de seis anos afastado voluntariamente da vida pública.

Interessa muito mais agora o que se espera e o que virá desse advento das urnas.

Os muitos acertos de Lucena, como candidato, entre os quais a postura aberta, moderada que lhe permitiu transitar para além das bolhas políticas, impõem ao futuro prefeito vacina contra erros do traiçoeiro ambiente do poder.

Cícero, mais do que ninguém, sabe que o significado dessa vitória tem seu mérito pessoal, mas é produto coletivo de gestos, sentimentos e esperanças.

Na campanha, com serenidade e equilíbrio, ele somou, agregou, juntou e conjugou com maestria no plural, a concordância que se faz elementar para o mandato, tanto na arte política da relação com aliados, quanto na gestão e nos resultados.

Nesse momento em especial, de tantos desalentados, João Pessoa espera muito de Cícero. Uma expectativa que se faz desafio: mudar o patamar da capital paraibana – refém do PIB do poder público – para uma cidade capaz de atrair e gerar oportunidades pela via da atividade econômica e produtiva.

Prefeito outras duas vezes, a cidade deu ao eleito uma nova chance. A que ele – por tudo que viveu – sentenciou a si mesmo no compromisso de fazer “o melhor mandato” de sua vida. A João Pessoa que, entre tantas opções, conferiu nada mais do que um grande voto de confiança a Cícero, espera dele nada menos do que um grande governo.

Comentários

error: Conteúdo Protegido !!