Opinião

Cícero X Nilvan: da cintura para baixo tudo é testículo no 2º turno em JP

25 de novembro de 2020 às 17h11
Candidatos à Prefeitura de João Pessoa fazem segundo turno sem paz e sem amor

No primeiro turno, alguns candidatos até se esforçaram para evitar que a campanha em João Pessoa ficasse no esgoto.

A maioria, no geral, se comportou e resistiu à tentação do nível raso.

Segundo turno, acabou a trégua.

Cícero Lucena e Nilvan Ferreira duelam no ringue da pancadaria. A fase paz e amor foi para o espaço.

Dos dois lados, as inserções oficiais e o material paralelo municiam uma pesada artilharia.

Num turno rápido e de tiro curto não dá muito para filosofar, avaliar e tergiversar. Funciona na base do bateu levou.

Nilvan apontou o cano para processos de improbidade administrativa respondidos e até exumou a prisão do adversário na Operação Confraria.

Cícero Lucena rememorou a Operação Vitrine e as acusações de falsificação atribuídas ao radialista na sua rápida incursão empresarial em João Pessoa.

Balas trocadas que só se agudizam a cada nova pesquisa e no tic-tac aterrorizante da contagem regressiva de domingo próximo.

Da cintura para baixo, as duas campanhas já decidiram: tudo é testículo.

Comentários

error: Conteúdo Protegido !!