Bastidores

Semancol de João em falta (por Magno Martins)

18 de novembro de 2020 às 16h12

(Recife-PE) – Após o tombo do primeiro turno, no qual por pouco não foi deixado para trás pela candidata do PT, Marília Arraes, João Campos (PSB) deu declarações usando a estratégia de jogar a corrupção no colo da adversária por ser do Partido dos Trabalhadores, legenda que se confunde com o que há de mais sujo no País, graças ao desfecho da operação Lava Jato, que levou o ex-presidente Lula a ver o sol nascer quadrado.

João esqueceu o semancol em casa. Majoritariamente, o PT está alojado no Governo que ele serve, no Estado e na Prefeitura do Recife. A turma do senador Humberto Costa, que sabotou a candidatura de Marília no primeiro turno, tem uma aliança histórica com o PSB. Principal porta-voz de Humberto, Dílson Peixoto é secretário de Agricultura do Governo Paulo Câmara e o partido ocupa mais de 200 cargos no Estado e na Prefeitura.

Foi ao PT que o PSB recorreu em 2018 para, numa aliança “pragmática”, se manter no poder, derrotando Armando Monteiro (PTB). João não pode jogar pedras no PT dele e dos seus aliados governistas, porque o seu PSB também se confunde com roubalheira. Lá atrás, o Governo do seu pai, Eduardo Campos, foi objeto de operações da Polícia Federal. Em âmbito municipal, recentemente Geraldo Júlio assistiu a mesma PF subir as escadas da Prefeitura por seis vezes.

João deveria, portanto, ser melhor orientado, porque se sua propaganda eleitoral no rádio e na TV, que começa amanhã, se der na direção de carimbar Marília como patrona da corrupção do PT, o efeito será ao contrário. Dizem que a corrupção é um crime sem rosto, mas se João quiser, como parece dar sinais, dar um tiro no pé, o rosto já tem cor e cara: PSB.

Santo Agostinho dizia que com a corrupção morre o corpo, com a impiedade morre a alma. Em essência, a corrupção política é apenas uma consequência das escolhas do povo. No Recife, o povo vai novamente se manifestar em eleição de segundo turno no próximo dia 29. Esse mesmo povo, se tiver juízo, votará com o discernimento de que acabar com a corrupção é o objetivo supremo de quem ainda não chegou ao poder.

Blog do Magno Martins

Comentários

Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.

error: Conteúdo Protegido !!