Opinião

Roda Viva: as mentiras de João Santana (por Magno Martins)

28 de outubro de 2020 às 10h00 Por Heron Cid

(Recife-PE) – O marqueteiro João Santana exasperou-se no programa Roda Viva, da TV Cultura, segunda-feira passada, quando confrontado com mentiras que contou ao longo de sua carreira. Irritado, chegou a fazer uma elegia à mentira: “Todo mundo mente. A mentira é um privilégio humano. É um prazer até…”. Santana se irritou quando foi mencionado um vídeo que ele gravou e publicou em maio de 2015, negando trabalhar com caixa dois.

Na ocasião, disse que teria recebido US$ 20 milhões por uma campanha eleitoral na qual havia trabalhado em Angola. Depois, em fevereiro de 2016, já preso pela Lava Jato, tudo ficou mais claro: o valor total pago pelo País africano fora muito maior, de US$ 50 milhões. Ou seja, houve US$ 30 milhões de caixa dois. O argumento de Santana foi o de que em maio de 2015, no seu vídeo ele apenas falava de caixa um. Não é bem assim, pois o marqueteiro dá a entender que tudo o que fazia era legal e com impostos pagos.

Em tom de indignação, dizia esperar “retratação” de pessoas que divulgavam as informações que ele considerava incorretas.  A partir daí, exasperado, Santana adotou uma tática de mudar de assunto. Disse que quando era marqueteiro do PT recebeu ligações telefônicas de Fernando Rodrigues pedindo ajuda para que fosse aprovada e sancionada a Lei de Acesso à Informação. Essa informação é pública

Rodrigues foi presidente da Abraji e durante muitos anos atuou como um dos coordenadores do Fórum de Direito de Acesso a Informações Públicas. Falava com vários integrantes do governo e do Congresso para advogar a favor da aprovação e sanção da LAI.

Ainda no programa Roda Viva, João Santana, ao ser questionado sobre nomes da esquerda que podem concorrer contra o presidente Jair Bolsonaro em 2022, Santana respondeu que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, formariam uma “chapa imbatível”. “Lula seria o melhor perfil de vice que poderia ter. Impossível ser isso [vice do Ciro], mas essa chapa seria imbatível. É imitar a solução genial eleitoral, que a Cristina [Kirchner] fez na Argentina [como ex-presidente e atualmente vice de Alberto Fernández]”, disse Santana.

Blog do Magno Martins

Comentários

error: Conteúdo Protegido !!