Bastidores

Patrícia no segundo turno (por Magno Martins)

15 de setembro de 2020 às 09h33

(Recife-PE) – O apoio do Partido Cidadania, ex-PPS, de Daniel Coelho e Roberto Freire, à candidatura de Patrícia Domingos à Prefeitura do Recife, pode até não garantir a sua presença no segundo turno, mas abriu um caminho bem pavimentado. Fato novo na sucessão do prefeito Geraldo Júlio, a delegada rompeu o isolamento político e ganhou mais aderência, que já tinha antes, conforme atestam todas as pesquisas de intenção de voto feitas na fase anterior pré-eleitoral.

Daniel agrega politicamente e eleitoralmente. Foi candidato por duas vezes a prefeito da capital, com votações expressivas, tem capilaridade, credibilidade e trânsito nacional. Não é fácil transferir votos, mas o eleitorado de Daniel se confunde com o de Patrícia, segundo pesquisas internas que o partido do deputado encomendou para referendar o apoio e ter sustentação em seu discurso. Esperado pelo DEM, em apoio a Mendonça Filho, Daniel diz que nunca garantiu que apoiaria o democrata sem uma base referencial de sustentação, como pesquisa.

Em entrevista ao Frente a Frente de ontem, o líder do Cidadania apostou que, com o apoio do seu grupo, a delegada tem mais chances de chegar ao segundo. No seu entender, entre o candidato do PSB, João Campos, e Marília Arraes, do PT, as chances de Patrícia disputar o confronto final estariam muito mais próximas do socialista do que a petista. “Se formos levar em consideração que o PSB está no poder e tem duas máquinas, João já estaria escalado para o segundo turno”, disse.

Daniel Coelho rechaça qualquer versão de que passou para o palanque de Patrícia motivado por ressentimentos por não ter sido escolhido candidato consensual do bloco da oposição na disputa com Mendonça Filho (DEM). “A questão numérica – maior número de partidos em apoio – não se sustenta, porque nas pesquisas eu sempre apareci com maior densidade eleitoral do que Mendonça e menor taxa de rejeição”, declarou.

Hoje, o deputado reúne o partido para colocar em discussão o nome que possa ter mais apoios para ser indicado como vice na chapa de Patrícia. Conforme antecipou, entre os nomes cogitados estão o do vereador Jayme Asfora, da bancada do partido na Câmara do Recife, e da militante Karla Falcão, que disputou um mandato para Assembleia Legislativa na eleição passada.

Blog do Magno

Comentários