Opinião

Por que Maranhão abriu porta para João e janela para Luciano

12 de agosto de 2020 às 20h00 Por Heron Cid

José Maranhão é o político mais experiente em atividade na Paraíba. Foi de tudo por estas plagas, mas nem de longe está saciado com os cargos que ocupou e diplomas que coleciona.

Maranhão quer mais. Ele mesmo já disse que a política o mantém vivo, no sentido pleno da palavra. É combustível. Está na sua natureza.

Mesmo com 86 anos, não está no seu radar uma aposentadoria. Só se forçada. Zé será candidato ao Senado de novo em 2022.

E é por esse projeto que o veterano de Araruna começou a trabalhar já agora. Com faro apurado, cava o espaço. E joga em duas vertentes.

A primeira: abriu uma janela para diálogo com o prefeito Luciano Cartaxo. Desobstruiu uma relação traumatizada em 2018.

No lance mais prático e com mais chances de viabilidade, investiu as fichas na relação com o Cidadania e escancarou as portas do MDB para alianças com o governador João Azevêdo em municípios estratégicos: Guarabira, São Bento e Patos.

O gesto é inequívoco: Maranhão cava por antecipação vaga de senador numa chapa majoritária. Em 2022, só há uma cadeira aberta. Zé quer garantir que seja a sua.

Comentários