Opinião

“Clássico dos Maiorais” e eleições; quem mexe mais com Campina?

22 de julho de 2020 às 10h41 Por Heron Cid
Estádio Amigão em Campina Grande em dia de final entre Treze e Campinense: a analogia perfeita para a rivalidade política

Quem mais mobiliza Campina Grande: uma final entre Treze e Campinense ou uma eleição municipal? Não sou de Campina, mas tenho sérias suspeitas que a urna mexe tanto com as emoções da cidade quanto o Clássico dos Maiorais, com estádio cheio.

Digo suspeito porque, como repórter político, já cobri, em solo campinense, duas entre as mais acirradas eleições da Rainha da Borborema, em 2004 e 2008. Ainda não tive o privilégio de sentir de perto a vibração de um Amigão lotado, nem como torcedor e nem muito menos como jornalista.

Mas, qualquer filho de Campina é capaz de me oferecer razão. Os dois eventos são concorrentes em matéria de rivalidade, engajamento e mobilização de todas as classes.

Por isso, esta quarta-feira de divulgação da primeira pesquisa eleitoral de Campina Grande, em 2020, na fase que antecede as convenções e ainda com definições em aberto, instiga um sentimento visceral para uma cidade que vive em estado de política permanente.

Para os principiais grupos políticos, o resultado da pesquisa Opinião/Rede Mais, a ser divulgada hoje, tem fortes ingredientes de termômetro nesta reta final de escolhas de candidaturas.

O dia ganha mais sabor porque em Campina Grande todo mundo conhece e respeita o grau de confiabilidade e precisão dos números colhidos e tabulados pela equipe do insuspeito Joaquim Braga, do Instituto Opinião, um dos mais acreditados do Nordeste.

As torcidas podem se organizar a partir das 18h. Ouvido colado no programa Hora H, gerado excepcionalmente e simbolicamente hoje direto dos estúdios da Rádio 101,1 FM (Cariri FM), de Campina, e Portal MaisPB na palma da mão para conhecer a classificação da etapa inicial de 2020.

E esse campeonato promete testar os nervos de uma Campina habituada às maiores emoções do mundo.

Comentários