Bastidores

O significado do adeus do PSC a Luciano e o casamento com Ruy

29 de junho de 2020 às 16h18
Marcondes Gadelha: relação do presente e futuro pesou

Nada que o prefeito Luciano Cartaxo propusesse ao PSC para manutenção da aliança em João Pessoa seria tão tentador quanto à maçã do caminho mais próximo de o partido voltar a ter um deputado federal.

A decisão de o PSC se divorciar do projeto eleitoral do prefeito para se casar com deputado Ruy Carneiro passa pela perspectiva do suplente Leonardo Gadelha, liderança da sigla, assumir.

Mas, não somente por isso.

“Não seria hipócrita de dizer que não seria bom para Leonardo, mas não é esse o espírito da atitude. É muito mais pelo reconhecimento de Ruy”, disse o ex-senador Marcondes Gadelha, presidente estadual do PSC.

Ruy costurou esse apoio por muito tempo. Disciplinado, o deputado alimenta, como trabalhador do arado, fertilidade da relação. Na “hora h”, isso tem peso e pesou na decisão.

A favor do tucano, um fator considerado pela cúpula do PSC: se vier a vencer, o partido acha que ganha muito mais do que uma vaga na Câmara. Carneiro tem fama de cumprir compromisso.

Comentários