Opinião

Um São João fora de época

24 de março de 2020 às 17h04 Por Heron Cid
Romero Rodrigues, prefeito de Campina Grande, durante live em que anunciou o adiamento da festa junina da cidade

Nunca antes na história da Paraíba, o São João de Campina Grande – o maior do Brasil – deixou de ser realizado no seu tradicional mês de junho.

O ano de 2020, 37 anos depois da estreia, será o primeiro. O coronavírus obrigou a Prefeitura a adiar ontem o evento para outubro.

É o mês no qual a epidemia estará sob controle, segundo as previsões do Ministério da Saúde.

Caruaru também adiou sua festa por prazo indeterminado.

E como será um São João em outubro? Como se comportará o público numa festa junina sem junho e sem fogueira?

Haverá ânimo para festejar o Maior São João do Mundo fora de época e depois dos estragos do covid-19?

Será, por outro lado, uma oportunidade para o Nordeste virar a página da doença e fazer do evento um símbolo de resiliência?

Será um grande teste de imunidade para Campina medir os anticorpos de autoestima e capacidade de superação.

Comentários