Bastidores

O que falta a Diego falta a todos do grupo de Luciano

9 de dezembro de 2019 às 15h51

Empresário e secretário polivalente da Prefeitura de João Pessoa, Diego Tavares consegue o que poucos da gestão municipal podem oferecer em contrapartida: trazer um voto além do que a administração municipal já tem.

Dono de boa imagem pessoal e forte vínculo com setores da classe média e alta da cidade, Diego circula bem no meio empresarial e nos chamados setores produtivos, segmento que costuma influenciar.

Um problema no caminho.

No patamar de 2% na pesquisa Opinião/MaisPB, falta a Tavares o que escasseia também para todos os demais pré-candidatos do grupo político do prefeito Luciano Cartaxo: o “sim”.

Sem esse aval para dentro e para fora, nenhum candidato da gestão vai muito longe nessa fase da pré-campanha.

O eleitor de Luciano ainda aguarda o seu rumo, que até agora se limita a jogar a decisão para frente.

Ainda sem uma bússola para se orientar, o simpatizante do prefeito responde nas pesquisas os nomes mais conhecidos.

Enquanto o prefeito não verbalizar sobre para quem vai o seu disputado apoio, a cena se repetirá. E os números e o fogo amigo também.

Comentários