Para defesa de Roberto Santiago, liminar do STF é "a volta da justiça ao caso" – Heron Cid
Bastidores

Para defesa de Roberto Santiago, liminar do STF é “a volta da justiça ao caso”

23 de julho de 2019 às 12h13

Ticiano Figueiredo, advogado de defesa de Roberto Santiago, disse agora há pouco ao Blog que a soltura do empresário determinada pelo presidente do STF, Dias Toffoli, corrige um exemplo de “justiçamento”. Para Ticiano, a decisão de Toffoli é vista “como a volta da justiça ao caso”. “Porque a gente espera que o Ministério Público agora respeite esta decisão da instância máxima do judiciário, que permite que o processo corra seu curso normal. Ou seja, que Roberto possa se defender”. O advogado disse que o juiz (Cabedelo) “que sempre agiu de forma serena continue assim e permita agora volte ao trilho normal”. Ele criticou a condução do MP no caso: “Ao invés de ficar forçando prisões como o Ministério Público tem feito, com delações que muitas vezes são falaciosas e mentirosas, permitindo que as provas possam ser reproduzidas e ao final seja proferida uma sentença”. Por fim, Ticiano disse que a defesa confia no magistrado de primeiro grau e espera “que o Ministério Público traga serenidade ao caso”. Acusado pelo MP de participação em atos de corrupção em Cabedelo, Roberto Santiago cumpre, até hoje, 120 dias de prisão. Sem julgamento.

Comentários