Romero: divisão da oposição foi gota d'água da derrota – Heron Cid
Bastidores

Romero: divisão da oposição foi gota d’água da derrota

23 de outubro de 2018 às 14h06
Ex-prefeito bebe amargo da água que baldeou (Foto: Heron Cid)

A oposição – enfraquecida após a vitória de João Azevedo (PSB) no primeiro turno – precisa voltar a sentar e encontrar o caminho da unidade. Essa é a opinião do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), externada há pouco no Arapuan Verdade, da Rede Arapuan de Rádio.

“Se a oposição tivesse saído unida, não teria sido esse desastre”, lamentou, para em seguida defender uma unidade: A oposição precisa se reunificar em torno de um projeto ou de uma postura política”.

O tucano comentou o resultado eleitoral em Campina Grande. “A cidade fez a sua parte”, comentou, em referência à vitória apertada de Lucélio Cartaxo (PV), seu candidato,  com 42,2% dos votos contra 38,61% de Azevedo.

Rodrigues revelou que recebeu convite do senador José Maranhão para ser candidato único da oposição, mas ponderou: “Não daria tempo de fazer uma candidatura na véspera de convenção”.

Comentários