Opinião

O vale tudo de Temer

14 de julho de 2017 às 10h33 Por Heron Cid
Com manobra, jogo pesado de Temer marca placar: 1 a zero para ele

Nunca antes na história, como diria o ex-presidente Lula, um presidente usou todo o aparato governamental em seu favor.

Michel Temer perdeu todos os pudores na ‘articulação’ e manobra para aprovar na CCJ um relatório contra a continuidade das investigações que pesam contra si no STF.

Distribuiu recursos milionários, liberando emendas, para deputados da Comissão.

Usou toda a influência palaciana para convencer partidos a substituir integrantes da CCJ inclinados ao voto pela investigação.

Temer usou e abusou para ganhar uma sobrevida.

E logrou êxito porque encontrou pelo caminho com parlamentares dispostos a chafurdarem com o dinheiro público e venderem consciência.

Nessa matéria, o presidente é sobejamente competente.

Sabe jogar o jogo, transita com facilidade e, como parlamentar experiente, conhece o que seduz a maioria dos seus ex-colegas.

A pergunta é: qual preço o Brasil pagará para manter Temer no poder?

A todo (alto) custo.

Comentários