Pingo Quente

14 de março de 2020

“Bebbiano morreu de tristeza”.

Julian Lemos (PSL), deputado federal, associando a morte de Gustavo Bebbiano, ex-ministro da Casa Civil, ao desgosto pelo conflito com a família do presidente Jair Bolsonaro, a quem serviu devotadamente na campanha de 2018.

12 de março de 2020

“Já é um redemoinho”.

Marcos Rogério (DEM), senador, da tribuna do Senado, chamando atenção a “fase do vento leve” do novo coronavírus no Brasil.

09 de março de 2020

“Não sei de nada”.

Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao ser questionado sobre a fala do presidente Jair Bolsonaro estimulando presença popular no manifesto de 15 de março que, entre outras pautas, critica Judiciário e Congresso Nacional.

26 de fevereiro de 2020

“Presidente não pode tudo”.

Celso de Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal, sobre os flertes de Bolsonaro com movimentos de protestos e até favoráveis ao fechamento do Congresso Nacional.